Blog 

Passagens - A Matriz Divina – Uma Jornada Através do tempo, do espaço, dos milagres e da fé.

10/02/2020

 

 

Livro: A MATRIZ DIVINA – Uma Jornada Através do tempo, do espaço, dos milagres e da fé.

Autor: Gregg Braden

Editora Cultrix

 

A Matriz Divina é a rede de energia que conecta o nosso universo, constituída por uma rede de filamentos muito semelhantes àqueles presentes no cérebro. Segundo o pesquisador Gregg Braden, que há mais de 20 anos se dedica a esses estudos, recentes descobertas destacam a evidência de que existe realmente essa matriz que Max Planck o pai da teoria quântica disse que existe um lugar que é pura energia, chamou a isso -  a Matriz Divina. Planck afirmava que a Matrix é a origem das estrelas, das rochas, do DNA, da vida e de tudo que existe.

 

 

Microscopicamente, não há nada natural, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada. Vivemos em um universo de vibrações e nossos corpos são constituídos de vibrações de energia que nós emanamos constantemente. A ciência já provou, pela física quântica, que estamos todos conectados por meio de nossa vibração. Experimentações científicas demonstraram que o DNA muda com as frequências produzidas por nossos sentimentos e emoções, ou seja, vibrações. Isso ilustra uma nova forma de energia que conecta toda a criação. Esta poderosa energia parece ser uma rede estreitamente tecida que conecta toda a matéria e, ao mesmo tempo, podemos influenciar essencialmente essa rede de criação por meio da nossa vibração.

 

Tudo começou com a descoberta de um antigo manuscrito, o Grande Código Isaías, e outros textos essênios, nas Cavernas de Qnram, no Mar Morto, em 1946. Ao logo do livro Gregg vai discutir como podemos interferir nessa matriz e co-criar a realidade que desejamos.

 

...  a “não localidade” significa que “existem maneiras de mostrar que coisas que parecem estar separadas, de fato não estão separadas” Em outras palavras, o “nós” que habita nosso íntimo, não se limita pela pele e pelos pêlos de nosso corpo. Não importa como chamemos esse “algo” misterioso, nos todos o temos, e o nosso se mistura com o dos outros, como parte do campo de energia que banha todas as coisas. Acredita-se que esse campo seja a rede quântica que conecta o universo, o infinitamente microscópico e o molde energético para tudo, desde a curva de nosso corpo ao fortalecimento da paz mundial.

Página 33

 

... tudo conectado dando vida a partir de uma matriz que contém um “imprint” do cosmos em nossas células, no nosso planeta exercendo uma conexão entre tudo e todos. Me lembra muito o conceito dos nativos americanos quando se referem a Grande Teia da Vida, que tudo conecta e vibra. Uma vez que uma parte dessa teia vibre, tudo vibra junto, ressoando no cosmos todo. Se existe um molde energético para tudo, podemos traves de nossa consciência remodelar qualquer coisa.

CQ

A distinção entre o passado, o presente e o futuro, ele dizia “não passa de uma ilusão persistentemente obstinada. ” Dessa maneira, por meios que nós apenas começamos a compreender, concluímos estar conectados não somente com tudo aquilo que vemos em nossa vida hoje, mas também como tudo que já existiu, bem como com coisas que nem aconteceram ainda. E o que estamos experimentando agora é o resultado dos eventos que ocorreram (pelo menos parcialmente) no âmbito do universo visível.

Página 36

 

... isso é muito inusitado de pensar que todos os eventos que ocorrem na nossas vida é reflexo de um evento a temporal de registros muitas vezes num tempo linear. Isso poderia explicaria as sensações de já ter estado num local ou de ter sentido algo se repetir sem antes termos de fato vivenciado. Muitas vezes acessamos informações, sensações que estão nesse território do tempo não linear.

CQ

Princípio 4: Coisas que são unidas ficam para sempre unidas, quer permaneçam ou não fisicamente ligadas.

Tecnicamente, tudo o que se encontrava fundido no cosmos do tamanho de um grão de ervilha há 13 ou 20 bilhões e anos ainda se encontra conectado! E a energia que faz essa conexão é o que Plank descreveu como sendo a “matriz” de todas as coisas.

Página 54

 

... isso significa que tudo que vivemos, todas as pessoas que cruzaram nosso caminho mesmo que superficialmente está conectado para SEMPRE conosco. Seria uma benção poder pensar nisso e ficar em paz, pois todos os sentimentos de magoa, tristeza e de querer excluir esses eventos ou pessoas é impossível. Uma força desnecessária para manter as ilusões da separatividade.

CQ

“Se um elétron é capaz de estar em dois lugares ao mesmo tempo, por que não poderíamos fazer o mesmo? ” Se compreendermos como a matéria de que somos feitos se comporta sob as circunstancias de um milagre, talvez possamos encontrar tais condições em nossa vida. ... a capacidade de alterar nosso mundo mudando a nós mesmo: o poder do holograma.

Página 113

 

... isso não é incrível!! Com isso podemos atravessar paredes e estar em vários locais ao mesmo tempo. Gosto muito de testar isso na minha vida. É possível, pode acreditar.... Já testei esse tipo de “milagre”.

CQ

... os experimentos provaram que nosso cérebro processa as informações de um modo equivalente aos de uma equação de um holograma. Pribram esclareceu seu modelo de cérebro mediante uma metáfora simples de hologramas que funcionam dentro de hologramas. Bohn como físico quântico, olhava para o universo como para um holograma. Pribram, um neurocientista, estudava o cérebro como um processador holográfico, com nossa mente executando processos holográficos.

 

Essa possibilidade sugere que somos parte de um sistema muito maior de muitas realidades, dentro de realidades, dentro de outras realidades. Nesse sistema o mundo poderia ser considerado a sombra ou a projeção de eventos que acontecem em uma realidade subjacente mais profunda. O que vemos como universo somos nós na realidade – nossa mente coletiva e individual – transformando as possibilidades de domínios mais profundos em realidade físicas.

Páginas 124 e 125

 

... quando li isso só conseguia me lembrar do mito da Caverna de Platão e do filme A Origem. A perfeição da definição do autor.

CQ

... a emoção é uma linguagem em si mesma, e é a própria linguagem a qual a Matriz Divina é capaz de responder. Nas ocasiões em que nos sentimos como se não pudéssemos alcançar nossos maiores sonhos, a Matriz simplesmente nos devolve aquilo que estivemos usando diariamente: atrasos, provocações e obstáculos. Ainda que possamos estar querendo alcançar grandes coisas, a dúvida que vem muito profundamente de dentro de nós, em última análise, provem de nossa baixa autoestima.

Página 165

 

... o autor vai relacionar três padrões básicos de medos universais: medo de separação ou do abandono; o medo de desmerecimento e o medo de se entregar e confiar. No trecho acima ele está falando sobre o medo do desmerecimento que gera baixa autoestima e por conta disso nós sempre nos questionaríamos se somos suficientemente bons para termos determinada alegria, bem material ou mesmo um relacionamento amoroso saudável. Com isso enviamos a matriz uma falta de merecimento suficiente para acreditar que só quando formos perfeitos chegaremos a tal lugar.

CQ

Nossos espelhos no mundo nunca param – está sempre funcionando. Não há escapatória! E os espelhos nunca mentem.

 

Princípio 19: Nossas verdadeiras crenças são refletidas em nossos relacionamentos mais íntimos.

A Matriz Divina fornece uma superfície neutra que apenas reflete o que projetamos nela. A questão é saber se entendemos ou não a linguagem. Talvez uma maneira melhor de perguntar isso seja: Reconhecemos as mensagens que mandamos para nós mesmos como se viessem da Matriz Divina?

Cinco Antigos espelhos dos relacionamentos:

Primeiro espelho: Reflexos do momento

Segundo espelho: Reflexos de julgamentos instantâneos

Terceiro espelho: Reflexos do que perdemos, jogamos fora ou foi tirado de nós

Quarto espelho: Reflexos da Noite Escura da Alma

Quinto espelho: Reflexos do nosso maior ato de compaixão.

Páginas 170 e 171

 

... os espelhos são uma paixão que nutro desde que comecei a estudar sombra e desde então percebo que os espelhos são nossos maiores mestres. Tanto para as projeções que fazemos nos outros como para auto percepção que muitas vezes fazemos de nós de forma distorcida. Os reflexos que Gregg traz amplia ainda mais minha certeza de que se pudermos realmente acreditar que a matriz é uma tela na qual projetamos tudo aquilo que percebemos de nossa realidade, poderemos através da consciência ampliada projetar novas e infinitas possibilidades a nossas vidas. O princípio 19 é um foco essencial para ampliar a visão de os melhores reflexos estão nas nossas relações intimas.

CQ

Se as partículas das quais somos feitos podem se comunicar instantaneamente entre si, existir em dois lugares ao mesmo tempo, viver tanto no passado como no futuro e até mesmo mudar a história mediante escolhas no presente, então nós também podemos. A única diferença entre nós e aquela partículas isoladas é que somos feitos de uma quantidade enorme delas, mantidas juntas graças a própria consciência. .... somos arquitetos do nosso mundo e do nosso destino, artistas cósmicos expressando as próprias crenças interiores na tela do universo. Se pudermos nos lembrar de que somos não só a obra de arte como também o artista que a criou, talvez então nos lembremos de que somos a semente do milagre, tanto quanto milagre em si mesmo. Se pudermos operar essa pequena mudança, já estaremos curados na Matriz Divina.

Página 212

 

... se pudermos assumir a responsabilize de que nossa única missão na terra é transformar crenças em milagres, e como isso teremos um caminho iluminado de manifestação autentica na matriz. Como um reflexo isso irá manifestar tudo aquilo que necessitamos como partículas para execução de uma grande obra de vida.

CQ

 

 

 

 

 

 

Então compartilhem comigo suas percepções, sentimentos e emoções caso já tenham lido este livro e também o que moveu no coração ao ler essas passagens, mesmo sem conhecê-lo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe!
Please reload

Av. Armando Lombardi, 800 sala 337 - Condado de Cascais

Rio de Janeiro - RJ

Cláudia Quadros

814418719

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon