Blog 

O QUE É SER UM PEREGRINO?

28/03/2019

            Desde os tempos primitivos os seres da terra caminham por sobre seu solo. Os primeiros coletores, nossos ancestrais diretos percorriam quilômetros atrás de abrigo e alimentos; nessa constante busca, os passos eram o ritmo do pulsar interno com o pulsar da mãe terra.

            Desconectamos desse pulsar. Usamos agora o tempo cronológico / linear como referência do pulsar, descartando o ritmo do coração com o pulsar da terra. O peregrinar volta a ser uma busca por essa conexão, este resgate dos andarilhos sobre a terra.

Essa necessidade “aconteceu’ em mim nas montanhas do Kings Canyon, no outback australiano. Fui em busca da minha conexão com os aborígenes, e encontrei a mim mesma. Acampada com minha irmã, sob o céu do deserto em volta de uma fogueira pude sentir esse pulsar da terra e algo profundo tocou o meu ser. Foram tantos desafios, superações e revelações que voltei transformada, ou diria desvelada. Voltava a sentir minha profunda conexão com a natureza e a alegria de estar nessa terra, nesse momento.

 

Quando voltei pra casa, já não era mais a mesma, e os lugares, as experiências e o cheiro daquele lugar não saiam de mim. Graças a Deus! Tentei manter o máximo de tempo nessas sensações e no pulsar do tempo interior. Mas, a rotina e o cotidiano começavam a me engolir quando tomei a decisão de nunca mais deixar essa corda de conexão se romper.

 

 

Busquei um novo deserto junto com uma amiga muito especial, e lá fomos nós para o Deserto do Atacama sentir a terra. E não é que foi mágico (de novo) pois além dos lugares magnéticos vivemos um pulsar extremamente forte da terra – um terremoto de média escala. Ali, no tremor do solo tive a certeza de que deveria compartilhar essas minhas experiências magicas com todos, resgatar a memória do peregrino nato que carrego, e que todos nós carregamos de nossos ancestrais.

Assim, nasceu dentro do meu coração o projeto das viagens Iniciáticas – peregrinos pelo mundo.

 

A viagem ao Atacama me trouxe muitos presentes pessoais e profissionais, pois foi na experiência do acampamento nas Sentinelas de Pukara que conheci Claudia Ribeiro, que seria minha parceira / guia de viagens nesse tão inusitado despertar da consciência através dos caminhos da terra. Claudia é a operadora / guia / degustadora e protetora do tempo linear de nossas peregrinações.

Assim, a 13 anos levamos pessoas pelas andanças da terra. Quantos aprendizados, descoberta e transformações continuamos vivenciando, antes, durante e depois nossa realidade e transmuta e se revela aos olhos de quem busca com respeito e deferência o porque estamos aqui.

 

Compartilhe!
Please reload

Av. Armando Lombardi, 800 sala 337 - Condado de Cascais

Rio de Janeiro - RJ

Cláudia Quadros

814418719

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon